Quantcast

10 Recomendações para saber o que fazer em Lisboa


Há alguns lugares que os turistas têm de visitar enquanto visitam Lisboa, e algumas coisas que não devem sair sem fazer. Algumas destas experiências podem ser vividas noutras partes do mundo, mas todas elas são imperdíveis.

Continue a ler para descobrir as principais aventuras e o que fazer em Lisboa.

O que fazer em Lisboa

1. Eléctrico 28

Eléctrico 28 Lisboa

Se você está em busca das aventuras culturais e culinárias em Belém, você pode simplesmente subir no bonde número 15 do centro da cidade para se mover pela cidade.

Mas é o No. 28 que cada visitante deve incluir no seu itinerário. Estes bondes vintage remodelados, de madeira e pintados de amarelo, são um retrocesso a outra era.

Na época alta, você pode estar esperando por uma hora para embarcar em uma dessas belezas. Mas essa sensação retro, empoleirada num banco enquanto o bonde percorre as ruas estreitas da cidade e apaga a buzina, não tem preço.

2. Praça do Comércio

Praça do Comércio Lisboa

Lisboa certamente não carece de praças deslumbrantes, mas talvez a mais importante – a mais grandiosa de todas – seja a Praça do Comércio.

Antes do terramoto de 1755, foi aqui que se encontrou o palácio real. Hoje, com os seus edifícios amarelos de girassol, arcadas e a estátua comandante de Dom José I, a aura é igualmente majestosa.

Visto como uma porta de entrada para o Novo Mundo, o vibrante centro de transportes tem um terminal de ferry de um lado e bondes passando pelo outro, por isso é fácil de tecer em itinerários lotados.

Este é um lugar ideal para iniciar qualquer aventura em Lisboa: Não demora muito tempo a vaguear pela praça, mas sente-se imediatamente a sua personalidade poderosa e a sua história emocionante.

3. Mosteiro dos Jerónimos

Mosteiro dos Jéronimos Lisboa

Situado perto da Torre de Belém, o Mosteiro dos Jerónimos é uma obra-prima manuelina revestida de calcário que foi construída para o Mosteiro Hieronymite no local de uma antiga igreja – a igreja onde Vasco da Gama e a sua tripulação passaram a sua última noite em Portugal antes da sua famosa estada marítima na Índia.

A estrutura maciça, que começou a construir em 1501, levou um século para ser concluída. Os geeks da história e os nerds da arquitectura apreciarão passear por aqui, mas não é difícil para ninguém sucumbir ao tamanho e grandeza impressionantes do sítio da UNESCO.

4. Café A Brasileira

Café A Brasileira Lisboa

Uma estátua de bronze de Fernando Pessoa cumprimenta os visitantes no Café A Brasileira – o amado poeta frequentou este lugar para tomar absinto.

Um dos cafés mais antigos e talvez mais famosos de Lisboa, este local de cerca de 1905 foi, no seu apogeu, um local privilegiado para os escritores e intelectuais se reunirem.

Hoje é um pouco uma armadilha turística, mas não deixe que isso o impeça; o pano de fundo Art Déco, com madeira escura, salpicos de latão, espelhos e um chão preto e branco, é como um pedaço do património de Portugal.

5. Excursões à Nova Europa – Alfama Tour

Alfama Tour Lisboa

Este passeio de duas horas e meia pela histórica e cénica Alfama, o bairro mais antigo de Lisboa, oferece uma visão completa dos seus pontos altos, incluindo a renovada praça Campo das Cebolas, a Casa dos Bicos, o miradouro das Portas do Sol e, claro, a Catedral de Lisboa e o Castelo de São Jorge. Com as suas pistas de paralelepípedos, é um bairro onde a tradição prospera.

A excursão custa apenas 12 euros (cerca de 14 dólares) e permite que você absorva a vibração retro enquanto aprende intrigantes pedaços de história ao longo do caminho.

6. Pastéis de Belém

Pastéis de Belém

Pode encontrar deliciosas versões de pastel de nata, a assinatura de Portugal, por toda a cidade de Lisboa. Mas nenhuma destas tartes de creme de ovos com pó de canela está tão enraizada na história portuguesa como as que são servidas nesta instituição de Belém.

A loja, originalmente parte de uma refinaria de açúcar, tem vindo a elaborar esta receita exclusiva – uma receita antiga abraçada por monges do Mosteiro adjacente dos Jerónimos – desde 1837.

Compre um pacote de seis cervejas e reserve tempo para desfrutá-las tranquilamente dentro da retro sala de azulejos azuis e brancos. Beber um café enquanto se vêem visitantes excitados a dar a primeira dentada é, em si mesmo, uma atracção de Lisboa.

7. Time Out Market Lisboa

Time Out Market Lisboa

A revista Time Out tem curado este salão de comida no Cais do Sodre, que funde com sucesso os mundos da culinária de alta e baixa estatura.

Situado no antigo Mercado da Ribeira, onde os locais compram carne e peixe, é um dos melhores locais de Lisboa para passar o dia, comendo e bebendo com mais de 50 conceitos diferentes.

Comece com charcutaria da marca mais do que centenária Manteigaria Silva e termine com um gelado à italiana embalado num cone de bolacha-biscoito de Santini. Uma das melhores razões para visitar é provar a cozinha de alguns dos mais famosos chefs portugueses, como Miguel Castro e Silva, Marlene Vieira, Miguel Laffan, Alexandre Silva e Henrique Sá Pessoa.

8. Museu Nacional do Azulejo

Museu Nacional do Azulejo Lisboa

É impossível sair de Lisboa sem ser rebitado pelas magníficas exibições de azulejos da cidade, que iluminam edifícios e ruas. Uma das tradições mais importantes de Portugal, estas belezas pintadas à mão, mais comuns em belas iterações azuis e brancas, destacam-se no Museu Nacional do Azulejo, um convento surpreendente do século XVI num local fora de mão.

Aqui, é possível apreciar obras tão intrincadas como um panorama de Lisboa, atravessando duas muralhas, que capta a cidade antes do terramoto de 1755. É um olhar raro e bem proporcionado sobre uma Lisboa passada que até retrata casas do quotidiano e actividades como as compras no mercado.

9. Castelo de São Jorge

Castelo de São Jorge Lisboa

O Castelo de São Jorge, um castelo no cimo de uma colina, é uma das cenas mais emblemáticas de Lisboa. Antes de os mouros terem construído a fortaleza em meados do século XI, os visigodos instalaram-se aqui. Mais tarde, depois de D. Afonso Henriques se ter tornado o primeiro rei de Portugal em 1147, tornou-se domínio da realeza, e durante muito tempo foi anfitrião de luxuosas soirées e dignitários visitantes.

Este castelo tem certamente um aspecto museológico, que com a sua câmara obscura oferece vistas de 360 graus de Lisboa, um sítio arqueológico que abrange três períodos diversos e ruínas do antigo palácio real.

É a vista, no entanto, que é a estrela. Observar a abundância de telhados vermelhos da cidade e o rio Tejo é um dos rituais mais emocionantes de Lisboa.

10. Elevador Santa Justa

Elevador Santa Justa Lisboa

Este pode ser o elevador mais bonito do mundo. Desenhado pelo português Raoul Mesnier du Ponsard, o elevador vertical – também conhecido como Elevador do Carmo – fez a sua estreia em 1902.

Mesnier du Ponsard foi aluno de Gustave Eiffel, pelo que não é de admirar que o elevador público, fabricado em ferro fundido e embelezado com filigrana, ostente um estilo francês distinto da virada do século.


Like it? Share with your friends!

Pacote Turismo

No Pacote Turismo vai encontrar dicas, recomendações e muito mais sobre viagens, destinos turísticos, e outros temas relacionados.

Send this to a friend